domingo, 31 de janeiro de 2016

O balanço

É a primeira vez que respondo a questionários deste género... Diz que é para fazer um balanço. Quase, quase a iniciar o 2º mês deste novo ano acho que ainda vou a tempo. Retirei-o daqui: http://meninalimao.blogspot.pt/.

1. O que é que fizeste em 2015 que nunca tinhas feito antes?
Fui mãe (e tudo o que está inerente à maternidade de primeira viagem), estive internada no hospital 23 dias... e concerteza muito mais que não me lembro agora.

2. Cumpriste as resoluções de ano novo, e vais fazer mais no próximo ano?
Sim, cumpri a maior parte delas. Reforço neste novo ano as que não cumpri (exercício físico e viagens).

3. Alguma das tuas pessoas teve um bebé?
Eu própria e a minha amiga de longa data, a X.

4. Alguma das tuas pessoas morreu?
Felizmente, nenhuma.

5. Que países visitaste?
Viajei pouquíssimo, só mesmo umas voltas por Portugal e por Espanha.

6. O que gostavas de ter em 2016 que não tiveste em 2015?
Ter mais alguma calma (mas gosto da tendência que este parâmetro está a seguir).

7. Que data de 2015 vai ficar marcada na tua memória, e porquê.
20 de Março, pelo nascimento do meu amor.

8. Qual foi a tua maior conquista do ano?
Acho que já se percebeu, pelas respostas anteriores...

9. E o maior fracasso?
Não tive nenhum fracasso em 2015, que me lembre...

10. Tiveste alguma doença ou ferimento?
Sim, a que causou o internamento...

11. Qual foi a melhor compra que fizeste?
Não comprei nada de especial, cada vez estou menos consumista, isso é que é a verdade. Agora vendo sobretudo, dispenso aquilo que já não me traz vantagens. E tem corrido bem.

12. Houve alguém cujo comportamento mereça ser celebrado?
O comportamento da minha filhota... é uma surpresa diária!

13. Houve alguém cujo comportamento te tenha desiludido?
Sim, concerteza. Continuam a desiludir, aquelas pessoas que estiveram tão próximas, da chamada «família», e que já não estão, por serem execráveis... e eu não sabia!

14. No que gastaste a maior parte do teu dinheiro?
Casa, contas e mais contas e comida, como não podia deixar de ser... 

15. O que te deixou mesmo, mesmo, mesmo animada?
A minha princesa, todos os dias!

16. Que canção de 2015 vais lembrar para sempre?
Nenhuma. As minhas canções não são de 2015.

17. Em comparação com a mesma altura do ano passado estás:
      a) Mais triste ou mais feliz?
Mais feliz ainda.
      b) Mais magra ou mais gorda?
Como responder a esta? Estava grávida há um ano atrás, logo mais pesada, mas tirando a barriga, agora penso que estou um pouco mais gordinha...Vá, não há grandes diferenças...
      c) Mais rica ou mais pobre?
Monetariamente? Igual. Muito mais rica emocionalmente.

18. Que coisa gostavas de ter feito mais?
Viajado, tenho mesmo que viajar mais!

19. Que coisa gostavas de ter feito menos?
Entrar em discussões desnecessárias.

20. Como vai ser/foi o teu Natal?
Passado em família. Correu bem.

21. Com quem passaste mais tempo ao telefone?
Com o meu pai e com a minha irmã.

22. Apaixonaste-te em 2015?
Continuei apaixonada e ganhei um novo amor.

23. Quantas one-night-stands?
Nenhuma!

24. Qual foi a série preferida das que viste em 2015?
Não vi séries. 
Os Simpsons contam?

25. Há alguém que detestes hoje e que não detestavas há um ano?
Não, ninguém.

26. Qual foi o melhor livro que leste em 2015?
Li pouquíssimo em 2015 por isso é fácil responder: «A peregrinação do rapaz sem cor» de Murakami.

27. Qual foi a grande descoberta musical de 2015?
Barcelona Gipsy Klezmer Orchestra.

28. O que é que desejaste e tiveste?
Uma gravidez com final feliz, uma menina saudável, o amor de quem amo...

29. O que é que desejaste e não tiveste?
Uma empregada dava-me cá um jeito!

30. Qual foi o filme que mais gostaste dos que viste em 2015?
«Baraka», «A lancheira», «Life in a day», «A última caminhada», «A fonte das mulheres» (principalmente a banda sonora), «Rugas», etc, etc, etc. Vi muitos e bons filmes em 2015!

31. O que é que fizeste no teu aniversário, e quantos anos fizeste?
Fiz trinta e sete anos. Passei o dia em família.

32. Diz uma coisa que teria feito o teu ano muito melhor.
Eu tive tudo ... não me posso queixar! Ah menos conflitos familiares...

33. Como é que descreverias o teu estilo (roupa, etc) de 2015?
«Casual», acho que é isso.

34. O que é que te manteve sã?
A estabilidade a vários níveis: trabalho, família, amor, finanças, ...

35. De que figura pública/celebridade gostaste mais este ano?
Das mesmas de sempre. Destaco o meu Bowie, que continuou a acompanhar-me os dias em 2015, e que  continuará... Ah e gostei tanto o Papa Francisco!

36. Que questão política mexeu mais contigo?
Cada vez menos a política mexe comigo, pois eu não deixo!

37. De quem tiveste mais saudades?
De reencontrar alguns amigos. Poucos.

38. Quem é a melhor pessoa que conheceste este ano?
Não conheci (profundamente) ninguém!  E não avalio superficialidades!

39. Uma boa lição de vida que 2015 deu.
A luta normalmente traz frutos!

40. Um verso de uma canção que seja um bom resumo de 2015.
A resposta mais difícil. Escolho estes versos:

«Love me, love me, love me, love me, say you do
Let me fly away with you
For my love is like the wind
and wild is the wind
Wild is the wind
Give me more than one caress
satisfy this hungriness
Let the wind blow through your heart
For wild is the wind, wild is the wind

You touch me
I hear the sound of mandolins
You kiss me
With your kiss my life begins
You're spring to me, all things to me
Don't you know, you're life itself!

Like the leaf clings to the tree
Oh, my darling, cling to me
For we're like creatures of the wind
And wild is the wind
Wild is the wind

You touch me
I hear the sound of mandolins
You kiss me
With your kiss my life begins
You're spring to me, all things to me
Don't you know, you're life itself!

Like the leaf clings to the tree
Oh, my darling, cling to me
For we're like creatures in the wind
and wild is the wind

Wild is the wind
Wild is the wind
Wild is the wind»

David Bowie

Sem comentários:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...